fbpx

Como fazer Dissertação de Mestrado

Após dois anos de pesquisa, dentro da área que escolheu, você deve fazer sua dissertação de mestrado, ou seja, ela é o seu produto final.

Com a finalidade de registrar uma contribuição do estudante para com a comunidade acadêmica, a dissertação de mestrado se trata de um esforço individual que visa avançar todo o conhecimento coletivo.

Todo texto dissertativo de um mestrado tende partir da ideia que há um problema a ser resolvido. Ou seja, haverá um ponto de partida em forma de questionamento.

Partindo desse propósito, a discussão pode ser conduzida sobre dados que são coletados pelo pesquisador.

Esses dados devem envolver obrigatoriamente a leitura de outros autores, ou seja, a parte teórica da pesquisa, e também a parte empírica, que envolve a observação da realidade.

No fim de tudo isso, o objetivo é que o pesquisador (mestrando), desenvolva uma resposta à questão levantada, assim como também apresente todos os dados que ele obteve durante o percurso.

Há casos, mais específicos, nos quais, essa resposta obtida pode abrir margem para futuras investigações acerca do tema.

Como é a estrutura de uma dissertação de mestrado?

Agora que já compreendeu-se o que é uma dissertação de mestrado. Então, vamos verificar como é sua estrutura.

Na realidade, varia de acordo com cada pesquisa. Isso porque cada uma, possui um objetivo específico, ou seja, depende de onde o mestrando quer chegar. Pois conforme sua pesquisa / metodologia aplicada, é que se desenha a estrutura do texto final, que pode sofrer algumas alterações no decorrer do percurso.

Logo, não há uma receita ou fórmula para se desenvolver uma dissertação de mestrado, por isso, deve-se ter consciência do que se irá desenvolver ao longo desses dois anos.

Porém, mesmo sem um caminho fixo, existem alguns padrões e itens que se fazem presentes em todos os trabalhos científicos desta magnitude. São eles:

Formatação

A formatação de uma dissertação é definida a partir das regras da instituição de pós-graduação onde o aluno está vinculado no momento.

No Brasil, segue-se o padrão da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), logo, ter o conhecimento desse padrão é muito importante para a vida acadêmica.

Porém, dependendo a Universidade, pode-se haver exigência de outros padrões como: APA ou Vancouver.

No modelo ABNT, é importante que se coloque tudo que é chamado “elementos pré-textuais”, que são correspondentes a parte que aparece antes de todo o relatório em si. São eles: capa, resumo da pesquisa, sumário, agradecimentos e etc.

Introdução

Assim que se concluir toda essa parte pré-textual, deve-se desenvolver a introdução. Como o nome já diz, é nessa etapa que você deverá introduzir a ideia da sua pesquisa, mostrando o tema do seu estudo.

Além disso, deve apresentar qual objetivo buscado, qual o tipo de problema que sua investigação irá responder e qual é o tipo de relevância que o seu trabalho terá perante à sociedade de uma forma geral.

Essa última parte também pode ser chamada de justificativa, pois é basicamente isso que você terá que apresentar em sua dissertação.

Parte Teórica

Nessa etapa, começa-se a desenvolver toda a parte teórica da dissertação. Que têm a função de contextualizar o evento que está sendo investigado.

É a partir da leitura de alguns autores, que são relevantes para a área, que se começa a buscar conceitos interessantes para o problema.

Nesta parte é muito importante mostrar o pensamento dos autores, assim revelando como que cada um pode ajudar a responder os objetivos e problema de pesquisa, mesmo que só parte das questões levantadas ao longo do estudo.

Parte Metodológica

Como dito anteriormente, deve-se desenvolver, também, a parte empírica, ou seja, as pesquisas científicas devem possuir um arranjo metodológico, para que esse objeto empírico seja observado.

Para isso, vai depender da área de atuação. Por exemplo, se você é de humanas, pode desenvolver isso fazendo entrevistas. Já se sua área for ciências da natureza ou exatas, o mais comum é realizar experimentos dentro de um laboratório.

Nesta etapa, é fundamental que se evidencie todos os passos da pesquisa em questão, além de dar justificativas a cada estratégia tomada.

Análise e Discussão dos Dados e/ou Resultados

Esta etapa é o momento onde pesquisador irá confrontar toda a teoria explicada em sua dissertação com a realidade que ele observou na parte empírica. Neste momento, se busca entender o foco da pesquisa, e avistar outras respostas para o problema em questão.

Conclusão e considerações finais

Nas considerações finais, deve-se apresentar uma avaliação sobre todos os resultados da pesquisa e analisar se todos os objetivos foram claramente atingidos ao longo de toda a dissertação.

Nesta etapa é recomendado que todos os itens que foram mostrados na etapa de introdução do trabalho sejam retomados e explicados novamente.

Isso ajuda que o texto fique claro e objetivo para os leitores do trabalho.

É nessa etapa que se conclui, aponta-se pontos interessantes e que se faz toda a releitura do trabalho, o que irá ajudar a concluí-lo de forma mais completa e interessante.

Referências bibliográficas e páginas finais

Nessa parte, a dissertação já estará concluída. Então, deve-se incluir as referências bibliográficas que foram utilizadas ao longo de todo o texto da dissertação (em citações, figuras, quadros, tabelas, etc.).

Ou seja, tudo que foi tirado de outro estudo, autor ou publicação, deve ser referenciado no texto e apresentado na lista de referências, com as informações completas da obra.

É nas últimas páginas também que se apresentam os anexos do trabalho, assim como os “apêndices”, que são imagens que você utilizou, documentos, se for o caso, transcrições de entrevistas, etc.

Pronto!

Após feito tudo isso sua dissertação de mestrado está concluída!

Mas, por se tratar de um trabalho longo e que pode ter muitas coisas mencionadas, é muito importante que se faça uma revisão detalhada em todas as etapas.

Não deixe passar nenhum detalhe, se atente a cada linha escrita e veja se realmente tudo aquilo que você apresentou faz sentido.

Só assim você terá uma dissertação de mestrado de qualidade, e no fim, poderá desfrutar do seu “árduo” trabalho.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

FERRAMENTA DESENVOLVIDA CAPAZ DE AGILIZAR A ESCRITA DO SEU TCC!
We would like to show you notifications for the latest news and updates.
Dismiss
Allow Notifications
Usamos cookies e tecnologias semelhantes neste site, o que nos ajuda a conhecer um pouco sobre você e como você usa o nosso site. Isso melhora a experiência de navegação e nos permite adaptar melhores produtos e serviços para você e outras pessoas.
Aceitar
Usamos cookies e tecnologias semelhantes neste site, o que nos ajuda a conhecer um pouco sobre você e como você usa o nosso site. Isso melhora a experiência de navegação e nos permite adaptar melhores produtos e serviços para você e outras pessoas.
Aceitar